top of page
Sem nome (980 × 1496 px) (3).png

SEJA BEM-VINDO

Bem vindo à nossa estrada de comunicação e cultura. Nosso objetivo é oferecer um atendimento ágil e personalizado, com olhar atento à natureza e às necessidades específicas de cada projeto.

EM CARTAZ

Milhem Cortaz em Diario de Um Louco, foto Priscila Prade_PRI8670copy.jpg

Direção de Bruce Gomlevsky

- PELA PRIMEIRA VEZ EM SÃO PAULO –

 

Indicado ao Prêmio Shell de Melhor Ator

Indicado ao Prêmio APTR de Melhor Ator

Indicado ao Prêmio APTR de Melhor Iluminação

Vencedor do Prêmio FITA Melhor Cenário

Vencedor do Prêmio FITA Melhor Música

 

Em formato de um diário, a peça conta a história de um funcionário público e a súbita paixão pela filha do seu chefe, que desencadeia uma série de conflitos com o mundo ao redor, culminando na desestruturação total do seu pensamento. Através do tema da loucura, o conto do escritor russo Nikolai Gogol (1809-1852) lança um olhar sobre as pessoas à margem da sociedade.

Teatro Viradalata, SP

6ª e sab às 20h; dom às 19h

Idealização, texto e atuação de Tereza Seiblitz. Direção de Fernanda Silva e Tereza Seiblitz.

O manguezal, bioma de transição entre os ambientes terrestre, fluvial e marinho, e berço de variadas espécies, é a metáfora escolhida para falar da força criadora vital da Terra. 

 

O primeiro encontro de Tereza Seiblitz com o manguezal aconteceu durante as gravações da novela “Renascer”, quando interpretou a icônica Joaninha, e viu naquele lugar uma espécie de “útero do mundo, onde a vida está em vertiginoso movimento de criação”.

 

Através da figura de uma andarilha capaz de proezas para surpreender e vencer um inimigo, a peça revê, de forma poética e bem-humorada, noções de feminino, maternidade, antropocentrismo e desigualdade social. 

 

Escrita por uma mulher cis e codirigida por uma mulher trans, a peça joga luz sobre as diversas ‘mulheridades’ existentes no nosso mundo em movimento.

Sesc Ipiranga, auditório, SP

6ª às 21h30; sab e dom às 18h30 

Tereza Seiblitz em CARANGUEJA © Renato Mangolin_ALTA 159.jpg
Kiko Mascarenhas em Todas as coisas maravilhosas, foto Luciana Mesquita 03__MG_3700.jpeg

Kiko Mascarenhas comemora 40 anos de carreira apresentando a peça pela primeira vez em São Paulo.

 

Texto de Duncan McMillan e Joe Donahuer. Direção de Fernando Philbert

 

A peça conta a história de um menino que descobre que sua mãe sofre de depressão, e começa a escrever listas de todas as coisas maravilhosas que podem fazê-la recuperar a vontade de viver e as deixa em locais estratégicos, para que ela encontre e redescubra "motivos" para continuar viva.

 

“Todas as Coisas Maravilhosas” é um elogio à vida e à redescoberta das pequenas alegrias que podem redesenhar a existência.

Teatro Tucarena, SP

6ª e sab às 21h e dom às 18h

A exposição, com entrada franca, apresenta a produção artística da etnia indígena Baniwa, habitante da região do Baixo Içana, afluente do Rio Negro, localizada no município amazonense de São Gabriel da Cachoeira.

 

Arumã e tucum, plantas abundantes na região, transformam-se em balaios, jarros, fruteiras, peneiras, abanos e outros objetos, e fazem parte da cultura material ligada ao Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro, registrado em 2010 pelo IPHAN como Patrimônio Cultural Brasileiro.

 

Esta é a 206ª exposição do Programa SAP, criado em 1983 com o intuito de oferecer um espaço de exposições de curta duração, voltado para difundir e comercializar as obras de artistas e comunidades da cultura popular.

Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, RJ

E N T R A D A  F R A N C A

VISITAÇÃO: 3ª a 6ªf, das 10h às 18h; sab, dom e feriados, das 13h às 17h

flyer.jpg
Raul OMusical fev2024_DMV1331 web.jpg

Bruce Gomlevsky comemora 30 anos de carreira com a estreia do musical, que tem dramaturgia e direção de Leonardo da Selva. 

 

Premiado ator e diretor teatral, Bruce acumula mais de 50 espetáculos, entre eles o megassucesso “Renato Russo, o musical”, em cartaz há 18 anos; “Festa de Família”, “Timon de Atenas”, com Vera Holtz; os premiados “Um Tartufo” e “A Revolução dos Bichos”, entre outros. Atualmente concorre ao Prêmio Shell de Melhor Diretor por seu trabalho em “Outra Revolução dos Bichos”.

 

O novo musical apresenta 20 canções de Raul Seixas e dramaturgia composta exclusivamente por textos do próprio Raul, extraídos de seus manuscritos, que expõem reflexões sobre sua obra, seu país e o papel do artista na sociedade.

Teatro Ecovila Rihappy, Jardim Botânico, RJ

Sexta, Sábado e Domingo às 20h30
Sábado e Domingo às 16h30

Depois do grande sucesso em 2022 e 2023 em Portugal, Rio de Janeiro e São Paulo, o espetáculo INTIMIDADE INDECENTE, reunindo Eliane Giardini e Marcos Caruso sob direção de Guilherme Leme Garcia, num dos maiores sucessos da dramaturga paulistana Leilah Assumpção, volta ao Teatro Renaissance.

Teatro Renaissance, SP

Sábado às 19h e 21h
Domingo às 17h

intimidade indecente83941.jpg
alma imoral DMV_9392_edited.jpg

A peça desconstrói e reconstrói conceitos milenares da história da civilização - corpo e alma, certo e errado, traidor e traído, obediência e desobediência.

 

Sozinha no palco, Clarice Niskier conta histórias e parábolas da tradição judaica, valendo-se somente de uma cadeira e um grande pano preto que, concebido pela figurinista Kika Lopes, transforma-se em oito diferentes vestes – mantos, vestidos, burcas. O espaço cênico concebido por Luis Martins é limpo e remete a um longo corredor em perspectiva.

6ª e sab às 20h e dom às 19h
 

Teatro Morumbi Shopping, SP

bottom of page