Decadência

closeVictor Garcia Peralta volta a dirigir o texto de Steven Berkoff depois de sua bem sucedida montagem nos anos 90. A peça, que agora traz no elenco Erom Cordeiro e Aline Fanju, estreia dia 10 de agosto para curta temporada no Teatro de Arena do Espaço SESC. “Decadência” fala do ódio e ressentimento entre classes, através da história de dois casais de amantes. A tradução é de Maria Adelaide Amaral e Leo Gilson Ribeiro.

ARSÊNICO & ALFAZEMA

Arsênico & AlfazemaSob direção de Eduardo Vaccari, os atores Ivone Hoffmann, Bemvindo Sequeira, Andressa Bonatto, Judson Feitosa, Leandro Caris, Cleiton Rasga, Leda Ribas e Aldo Perrotta contam a história de duas simpáticas velhinhas que atraem senhores solitários com anúncios de quartos para alugar e os envenenam para que não sofram mais com a solidão. Escrita em 1940, esta comédia de suspense recebeu versão cinematográfica com Cary Grant e direção de Frank Capra, e no Brasil foi montada pela primeira vez pelo TBC (Teatro Brasileiro de Comédia), trazendo no elenco Cacilda Becker e Célia Biar, e numa segunda montagem Sergio Cardoso, Paulo Autran e Ziembinski.

Clarice e eu – o mundo não é chato

IMG_7492

Depois de 18 anos do grande sucesso de Rita Elmôr em “Que Mistérios tem Clarice”, a atriz retoma o universo da escritora roteirizando e interpretando textos de Clarice Lispector e seus, com direção de Rubens Camelo. O foyer do teatro será ocupado por uma exposição de fotos de Daniel Mattar, que fez um ensaio exclusivo de Rita Elmôr caracterizada como Clarice Lispector.

. A PEÇA SERÁ LEGENDADA EM INGLÊS, POR OCASIÃO DAS OLIMPÍADAS 

Gata em Telhado de Zinco Quente, de Tenessee Williams

augusto Zacchi e Barbara PazA peça, uma montagem do Grupo TAPA, estreou dia 29 de junho no CCBB Rio de Janeiro. Com direção de Eduardo Tolentino de Araujo, no elenco estão Bárbara Paz, Zécarlos Machado, Augusto Zacchi, André Garolli, Fernanda Viacava e Noemi Marinho. Os figurinos são da consultora de moda Gloria Kalil, e o cenário de Ana Mara Abreu e Alexandre Toro.

TÃOTÃO

Jackeline Nigri foto Tão Tão em cena junho 2016 (95)Em 2016, O Tablado comemora 65 anos e pela primeira vez desde a fundação recebe em seu palco um espetáculo infantil de outro autor que não sua fundadora Maria Clara Machado. Com direção de Cacá Mourthé, TÃOTÃO, peça inspirada no mito de Narciso, tem patrocínio de Eletrobras Furnas e conta a história de um menino que, atraído pelo mundo mágico do seu espelho e vai parar lá dentro com sua amiga Tina  e tem que enfrentar Narciso para voltar ao mundo real.

livro TEATRO É O MELHOR PROGRAMA

capaO dramaturgo e diretor teatral Flavio Marinho lança no dia 18 de abril no Restaurante La Fiorentina o livro “TEATRO É O MELHOR PROGRAMA”. Através dos programas de peças que assistiu entre 1973 e 2014, Flavio apresenta um painel das transformações na criação e produção teatrais, no público, no comportamento e das novas profissões nascidas dentro do teatro ao longo de quatro décadas. Organizadas em ordem alfabética, as peças saltam no tempo, oferecendo ao leitor a possibilidade de voar de uma época a outra, numa leitura não linear.

NELSON SARGENTO 90

dicro1-34Dia 29 de maio, na Arena Chacrinha (Pedra de Guaratiba)

Aos 91 anos e em plena atividade, o cantor, compositor, escritor e pintor Nelson Sargento se reúne ao cantor Pedro Miranda e ao Conjunto Galo Preto, um dos mais antigos grupos de choro em atividade, para uma série de 10 shows comemorativos voltados para grandes platéias em sete Arenas e Lonas Culturais, e no Imperator – Centro Cultural João Nogueira. Cinco shows da série já foram realizados nas Arenas Dicró (Penha), Jovelina Pérola Negra (Pavuna) e Fernando Torres (Madureira).

A Alma Imoral – 10 ANOS

 

alma_web_em_baixa

No ano em que comemora dez anos consecutivos em cartaz, Clarice Niskier segue com “A Alma Imoral” em São Paulo, no Teatro Eva Herz, Livraria Cultura. O texto da peça é uma adaptação de Clarice Niskier para o teatro, a partir do livro homônimo do rabino Nilton Bonder. A supervisão da montagem é de Amir Haddad. A peça estreou em meados de 2006 no Rio de Janeiro numa pequena sala de 50 lugares e de lá seguiu para um teatro de 400 lugares, onde chegou a ficar em cartaz de terça a domingo. E dali ganhou o Brasil, em teatros de Norte a Sul do país.